quarta-feira, 1 de abril de 2009

Televisão clonada




Este texto foi publicado no Público de hoje por Jorge Mourinha:

"...começa a ser incómodo ver que não há mais ninguém para apresentar concursos; ou é Gabriel ou é Malato, tal como só Sílvia Alberto ou Catarina Furtado apresentam os programas e galas de fim-de-semana. Isso cria uma confortável sensação de continuidade para o espectador, mas sugere também que, na realidade, os concursos são todos iguais e intermutáveis entre si - é a temida redução ao mínimo denominador comum..."

Claro que isto não é novidade. Mas está bem expressado, e é sempre pertinente.

1 comentário:

marta disse...

e onde raio anda o António Sala?? E a amiga Olga??? Queria ver essa clonagem...