segunda-feira, 2 de março de 2009

Post de ódio - Os bancos

Antes que a malta que enche as caixas de comentários dos blogs políticos aqui apareça, aviso que este não vai, de forma nenhuma, ser o tema deste blog.  Quem escreve estas linhas não é adepto de nacionalizações no sistema bancário, não é fã de Lenine, Castro ou Chavez, nem acha que os banqueiros deviam ser enforcados em praça pública. Encarem-no como um simples desabafo. 
O objectivo dos bancos é fazer lucro? Nada a opor. São peças fundamentais numa economia livre e concorrencial? Claro que sim. Então, porquê embirrar tanto com eles?
Simplesmente estou farto!
Estou farto de anúncios que tentam mostrá-los como grandes amigalhaços que só nos querem ajudar (as operadores de telemóvel também fazem muito isto).
Estou farto de famosos nesses anúncios que encaram uma conversa com o gestor de conta como tão prazeroso como uma cerveja numa esplanada em dia de Verão.
Estou farto de letras miudinhas que correm em fast-forward pelo écran.
Estou farto de cartazes onde essas letras miudinhas contém jargão que 99,43% das pessoas nunca irá perceber, mesmo que lhe expliquem pormenorizadamente, se o fizerem.
Estou farto de anúncios que prometem capital garantido para quem subscrever determinado produto financeiro, sabendo bem que isso não é verdade. Uma pessoa próxima que trabalha num banco diz, muito taxativamente, que esses produtos são uma treta.
Estou farto de saber de pessoas que se vêm a braços com cláusulas que adicionam despesas inesperadas aos seus empréstimos, e não se podem safar porque assinaram um contrato onde dizia que perceberam tudo o que lhes foi explicado.
O sistema bancário é amigo de quem tem muito dinheiro para investir, e com quem pode firmar uma relação de grande benefício mútuo. Para o resto da população é somente um serviço e, em muitos casos, uma necessidade. Como já disse antes, nada contra. Há benefícios claros na sua existência. Apenas não tentem fingir o que não são!

1 comentário:

NC disse...

E já viste que quebras nos lucros da banca são mencionadas como um drama pela nossa comunicação social? Do género "QUE HORROR!!! O Banco XPTO teve este ano uma quebra de 20% nos seus lucros!!! É a CRISE PROFUNDA!!! Este ano os seus lucros quedaram-se APENAS pelos 14 milhões de Euros!!!". Que chatice pá!!! É realmente um drama! Se fosse a minha empresa a ter lucros de 14 milhões eu acho que me suicidava! :D