domingo, 22 de março de 2009

Vicky Cristina Barcelona



Woody Allen criou um filme que vale pela história cativante, pelos diálogos acima da média, e pelas performances de alguns dos seus actores, sobretudo Javier Bardem e Penelope Cruz, que conseguem que as facetas dos seus personagens apareçam mais naturais e menos forçadas do que, por exemplo, os "dilemas" de Rebecca Hall. A personagem do marido de Hall também é mais unidimensional do que talvez devesse ser, e o narrador torna-se irritante. Mas, como disse, o filme consegue ultrapassar esses pequenos senãos.

Nota: 7.5/10

PS: É difícil não pensar que a personagem de Bardem é uma fantasia pessoal de Allen, que adoraria ser um artista radical, boémio, jovem e de aspecto mais másculo que super-nerd, com uma conversa que metesse gajas na cama a torto e a direito.

3 comentários:

NC disse...

Até era capaz de ir ver se a presença da Scarlett Johansson não me provocasse ataques de azia! O problema é que ela ainda é nova e ainda vamos ter de a aturar muito tempo! :( Já viste o Benjamin Button? Esse sim, EXCELENTE filme!

Beep Beep disse...

Não. Mas a Lia foi e tb gostou mto.

lisabel disse...

Gostei bastante, não muito :D

A Scarlett é fixe naquela sua postura dengosa de «OK, força, façam de mim o que quiserem desde que envolva cama».